Aqui vou escrever o que me vai na alma...
Segunda-feira, 1 de Dezembro de 2008
Violência doméstica

 

 

Quando há dias ouvi a noticía na tvi, pensei, infelizmente mais uma para se juntar a estatistica de morte por violência doméstica em Portugal. Com a proximidade a Espanha e consequente canais espanhóis à descrição, esse era o prato do dia a dia. Por da cá aquela palha, matava-se a mulher. Mas em Portugal??? Achava eu que não era possível, que os portugueses eram mais contidos nisso. Engano meu. Eu própria já fui vitima de violência doméstica, não fisica, mas psicologica. Consegui superar.

Mas por vezes penso o que levará um homem a matar a mulher. Aquela mulher que ele perante Deus, jurou amar, cuidar e por aí adiante. Aquela mulher que foi a mãe dos filhos que os dois conceberam. Aquela mulher que fez tudo por tudo, para que o casamento resultasse? A última mulher que entrou para a lista negra das mortes violentas, era de Chaves. Nascida e criada em Chaves. Uma jovem com 32 anos, com duas filhas menores para criar. Conheço a familia e não quero sequer imaginar a dor que estarão a sentir. O "carrasco" e com as leis que temos no nosso país, provavelmente daqui a dois ou três anos estará cá fora.

Os pais ficaram sem a filha, o irmão perdeu a irmã, as filhas perderam a mãe. E a familía perdeu mais um membro.

Nesta época que se aproxima, o Natal, é extremamente dificíl para mim escrever este post, pois é uma epóca de paz, de carinho e de amor, onde as familias se reunem. Como irá ser esta quadra para os pais? Para a familía? Para as filhas?

Se vocês que leem, me conseguirem dar uma explicação para estes actos, expliquem-me, porque eu simplesmente não entendo. Acho mesmo que nunca vou entender o que vai na cabeça destes criminosos.

Para ti que estás no céu, vela pelas tuas filhas e que Deus lhes dé um futuro risonho.


sinto-me: revoltada, triste....
música: Ave Maria - Il divo

publicado por blogando-me1 às 15:02
link do post | comentar | favorito
|

24 comentários:
De 100timento a 1 de Dezembro de 2008 às 18:39
Lamento muito ,nem palavras existem para comentar tal brutalidade...
Mais calmamente comentarei.
Beijinho e calma amiga


De blogando-me1 a 1 de Dezembro de 2008 às 22:06
Eu entendo amigo. Quando de manhã me disseram que a noticia que tinha dado se referia a uma pessoa daqui, fiquei gelada. Como podem acontecer coisas destas???? Volta quando te sentires mais calmo.

Bjs fofos


De MIGUXA a 1 de Dezembro de 2008 às 19:29
MIga,

Cada vez mais temos notícia de acontecimentos semelhantes, porque há quem vá perdendo o medo, e denuncie actos "animalescos" (sem ofensa para os pobres dos animais), conseguindo desse modo evitar o pior. Lamento teres sofrido na pele, ou antes na alma, esse tipo de agressão. Libertaste-te a tempo, minha querida, há quem termine, assassinada(o) pela força das palavras.

Um beijo com muito carinho
Margarida


De blogando-me1 a 1 de Dezembro de 2008 às 22:08
Pois é amiga, mas sem desprimor para com os animais, pessoas que cometem esses actos nem sequer se podem chamar animais.
Sofri numa fase da minha vida em que estava mais vulneravél e como até ali sempre deixei andar, aconteceu. Agora não acontece mais.

Bjs fofos


De umbreveolhar a 1 de Dezembro de 2008 às 20:20
Olá Fernanda,
Li com muita atenção o magnífico texto que escreveste sobre um problema que infelizmente ainda existe no século XXl, e que nunca devia alguma vez ter existido em qualquer parte do mundo...
Falando de Portugal, eu fiquei horrorizado com tantos crimes cometidos pelos maridos ou companheiros às sua esposas. Ainda dizem que somos um país de brandos costumes!
É difícil qualificar crimes tão hediondos e compreender porque isso acontece... Os animais por mais ferozes que sejam são sempre melhores do que esses criminosos que matam a mãe dos seus próprios filhos.
No dia em que a comunicação social tratava deste assunto - violência doméstica, não se falava noutra coisa quer na rádio como na televisão. Eu nem queria acreditar no que ouvia, tal era a repugnarão e tristeza que sentia pela forma cruel com que tratavam as companheiras culminando por vezes com a morte delas e cujo exemplo deste de Chaves... Deus não pode dormir... Desculpa este desabafo de um Cristão. Tenhamos esperança que as coisas mudem, pois toda a gente tem o direito de ser feliz. Que coração têm esses bandidos? Porque não acabam eles com a própria vida? Não tenho mais palavras.
Cumprimentos e desejo-te uma óptima semana,
Carlos Alberto Borges


De blogando-me1 a 1 de Dezembro de 2008 às 22:13
Pois é amigo Carlos, é isso que eu não consigo entender. Deixaram de gostar, não querem mais.... é tão fácil deixar, para isso existem os divórcios. Mas penso que hoje em dia ainda há homens que vivem no sec. passado, não és minha, não és de mais ninguém. Só que se esquecem que haverá sempre inocentes que não pediram para nascer. E agora que irá ser daquelas duas crianças? Com a mãe num cemitério e a besta de um pai (será que se pode chamar de pai?) numa cadeia? Resta-lhes pelo que sei os avós maternos. Mas é sempre um trauma para elas.
Tenho esperança que as coisas mudem, mas ainda há muito caminho para andar.

Bjs fofos


De cuidandodemim a 1 de Dezembro de 2008 às 20:37
Eu também não consigo perceber o que vai na cabeça de uma pessoa para cometer tal atrocidade. Só pode estar doente.
Nem tenho palavras para descrever o que me faz sentir, tamanha é a injustiça. Só espero que as crianças sejam protegidas e que não fiquem profundamente magoadas para o resto das suas vidas.
Bjns


De blogando-me1 a 1 de Dezembro de 2008 às 22:15
Será mesmo doença???? Tal como ouvi a várias pessoas isto foi premeditado. Pobres daquelas crianças. Espero que a justiça, acima de tudo, as proteja. Porque sei que a familia tudo fará para as proteger. De certeza nunca mais serão as mesmas crianças. Terão sempre o trauma da morte da mãe.
Obrigado pelo teu comentário.

Bjs fofos


De psoquevemdepois a 1 de Dezembro de 2008 às 21:52
É lamentavel mas cada vez mais é o que se vê todos os dias....as páginas dos jornais enchem se com situações dessas que não têm perdão nem explicação da parte de ninguem.
É um acto intoleravel tirar a vida de alguem assim espero que Deus tenha um bom castigo para quando chegar a vez de prestarem contas da merda que fizeram em vida.
Essa gente repugna me e depois fazem se de coitadinhos vão para as prisões e ainda pedem eles direitos humanos quando eles são os primeiros a tira los.
Beijocas garndes amiga


De blogando-me1 a 1 de Dezembro de 2008 às 22:19
Isso é o que mais me dói. Vai preso, tem todas as condições, não lhe falta nada e quando sair, vem todo feliz da vida, sem sequer se lembrar do acto hediondo que cometeu. Acho que nunca vou entender isso, por muito que me digam que são horas más, que foi um acto de loucura, não me encaixa.....
Porra, se foi um acto de loucura, se foi uma hora má, porque não se suicidou ele???? Porque tinha de ser a pobre da mulher??? Por se calhar ela ter tomado a coragem de o largar???? Não entendo amiga, não consigo mesmo entender...

Bjs fofos


De Dinis Ponteira a 2 de Dezembro de 2008 às 09:45
lindo trabalho!!!
Os meus parabéns por este blog que passará a fazer parte das minhas visitas. Abraço


De blogando-me1 a 2 de Dezembro de 2008 às 19:34
Muito obrigado Dinis. Muito me honra a sua visita. É um cantinho onde vou escrevendo coisas minhas e dos outros. Onde já publiquei algumas fotos suas, sempre com a indicação de quem as tirou. Volte sempre que queira, será bem vindo.

Bjs fofos


De Pacotinhos de pipocas a 2 de Dezembro de 2008 às 12:11
Olá bom dia amiga:

o tema que abordas, faz parte daqueles crimes hediondos que eu repugno e que deviam ser sempre castigados com pena máxima. Mas infelizmente isso nem sempre acontece... Ficam familias desfeitas, à conta desses "louco(a)s"... e suas "loucuras"...

Ainda bem que conseguiste ultrapassar a situação.
Não se deve viver ao lado de quem não nos estima.


Deixo-te beijinhos grandes e votos de uma boa semana


De blogando-me1 a 2 de Dezembro de 2008 às 19:36
Pois é amiga, dificil mesmo entender o que vai na cabeça destas pessoas.
Creio eu, que com o passar do tempo, este tema vai tornar-se cada vez mais habitual do nosso dia a dia, infelizmente.....

Bjs fofos


De Ana a 2 de Dezembro de 2008 às 12:57
Conheco esse assunto bem demais.. De mais para o meu gosto. Digamos k tenho alguém k passou por isso, e k acho k inda pode passar pois n tem coragem de por um fim nessa situação. Resta-me esperar e rezar para k nunca acabe assim.
Também n compreendo como pode alguem chegar a este ponto. N ela, dela provavelmente pensava nas filhas, provavelmente amava, n sei. Mas ele. Tal como disseste as promessas.. eu nem sei ja k o digo. Resta-nos esperar k esta mulheres tenham a força necessaria para os largarem, para lutarem por si, e so por si. Lamento a perda desta familia. :(


De blogando-me1 a 2 de Dezembro de 2008 às 19:38
Entendo o que queres dizer amiga.
Por vezes falta mesmo é a coragem para se tomar algumas atitudes.
É de lamentar sempre uma perda humana, mas nestas circunstâncias, ainda custa mais....

Bjs fofos


De estrelaquebrilha a 2 de Dezembro de 2008 às 13:45
Eu também não entendo como e que alguém é capaz de fazer tais coisas e ainda muitos dizem que amam, eu sinto uma revolta imensa cada vez que ouço ou leio histórias destas, ainda que tu conseguiste livrar-te disso, gente dessa merecia prisão perpétua.
bj e boa semana.


De blogando-me1 a 2 de Dezembro de 2008 às 19:41
Cada vez mais vamos ver casos destes. Sinceramente também não sei o que se poderá fazer para que casos destes, não tenham desfechos tão trágicos, pois além da perda humana, destroi-se familias de parte a parte. Vamos esperar que a justiça tenha mão pesada, não só por esta jovem que perdeu a vida, mas por todas aquelas que já a perderam, às mãos destes carrascos.

Bjs fofos


De olha_por_mim a 2 de Dezembro de 2008 às 17:57
Também não consigo entender...mas o que é triste e revoltante é...
Infelizmente eu fui vítima de violência física...por um namorado meu...tinha eu 19 anos...foi a 1ª vez...e espero q tenha sido a última...pois só Deus sabe o que eu passei...levei 6 meses para terminar a relação...pois tinha medo que voltasse a acontecer...e agradeço aos meus pais por me terem ajudado...
O meu marido...qd começamos a namorar...tal era o medo q eu tinha que ñ o deixava tocar-me...claro q depois fui percebendo q nem todos são iguais...e sei q o meu marido ñ tem feitio para o fazer...pelo menos assim o espero...
Desculpa o testamento...
Beijocas enormes


De blogando-me1 a 2 de Dezembro de 2008 às 19:43
Pois é amiga, então não é novidade para ti, aquilo que se passa nas mãos de pessoas assim. Graças a Deus não chegou a haver violência fisica, mas a psicologica, deixou-me completamente de rastos. Hoje decidimos dar um tempo e ver como as coisas vão evoluindo......

Bjs fofos


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Janeiro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31



Search Video Codes
posts recentes

Em busca da paz......

...

Desistir ou não...... eis...

A vida continua....

...

Mudança......

Parabéns Pedro

Feliz 2013

Feliz Natal

Parabéns Claudia


Contador site
online
arquivos

Janeiro 2014

Outubro 2013

Junho 2013

Abril 2013

Fevereiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

mais comentados
57 comentários
54 comentários
53 comentários
51 comentários
51 comentários
51 comentários
51 comentários
49 comentários
tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds