Aqui vou escrever o que me vai na alma...
Quarta-feira, 23 de Maio de 2007
Desabafos I

 

DESABAFOS I

 

 

 

 É isso mesmo. Hoje é assim que me sinto. Não por nada que me tenham feito, mas por algo que se vem arrastando há um tempo e que eu fui deixando passar. Mas hoje, só para não pegar no tlm e dizer umas verdades que alguém não ia gostar nada de ouvir e porque furiosa demais já eu estou para fazer isso. Claro que alguém não vai gostar nada de ler o que vou publicar, mas estou pouco me lixando para o que essa pessoa possa ou não pensar. Tenho isso sim pedir desculpa a quem me lê, pois não é meu feitio fazer coisas deste tipo, mas como já disse hoje estou furiosa demais para me calar. Mas quemme conhece sabe como sou e o que tiver que dizer será dito, quer gostem ou não.

Se sou aquilo que sou hoje, devo simplesmente a minha mãe, que lutou por mim e ao meu avô, que Deus o tenha em descanso e a mim mesma que sempre lutei por aquilo que quis. Não é em vão que as pessoas que me rodeiam gostam de mim, por aquilo que sou, pelas metas que me propus e que graças a Deus consegui alcançar.

Agora virem com a conversa desagradavel que se sentem inferiores, pois num post que eu dediquei a minha mãe, não idolatrei a figura paterna. Como posso fazer isso, se nunca a tive? Tive sim, mas da parte do meu avô, esse sim, estava lá quando eu precisei, ele que me deu educação, que não deixou que nada me faltasse, que fez de mim aquilo que sou hoje. Agora tudo bem, que se queiram fazer os maiores, os ditos pais herois, que sofreram com a separação, que não fizeram mais porque não deixaram, ah porra, não me venham com essa, na altura era uma criança, não tinha noção de tudo o que se estava a passar, mas com o passar do tempo fui-me apercebendo das situações. Claro que as crianças sofrem sempre com a separação dos pais e no fundo acabam por as maiores vitimas de todo o processo.

Agora para mim chega, é hora de por uma pedra sobre o assunto. Se sobrevivi tantos anos sem pai, não será agora que me vai fazer falta. Por isso vou continuar a visitar a campa do meu avô, rezar por ele e o resto não quero saber mais nada, porque ele sim foi o meu verdadeiro pai.

Peço desculpa a quem me lê por este desabafo, mas tinha mesmo de ser feito, não podia calar tanta revolta que sinto cá dentro. Há um ditado que diz " uns são filhos de Deus, outros são filhos da p......." e acreditem que é verdade.

 



publicado por blogando-me1 às 16:11
link do post | comentar | favorito
|

17 comentários:
De cindamoledo a 23 de Maio de 2007 às 18:22
Amiga deixe falar quem fala....parir é dor criar é amor...foi o que fez o seu avô, abençoado avô que criou a neta, que o pai não quis saber... já tinha lido o post em que falou disso. Reze e visite o seu querido avozinho. Um abraço da amiga cinda


De Fe a 23 de Maio de 2007 às 19:19
Bueno nena, el veneno que nos corroe las entrañas, tenemos que expulsarlo, y cuando los sentimientos son tan profunda y prolongadamente vapuleados, no podemos ignorarlo, eternamente. No pasa nada, tu drama, (que aún hoy te duele) pasó y deves hacer eso que dices, ponerle una FRAGA encima, para que no salga a flote, que ese refán portugués que reza así -CADA UM FALA DA FEIRA COMO LHE VAI NELA, se aplica perfectamente a tu situación, tus sentimientos son tuyos, nadie los vive, ni los siente por tí, es muy cómodo y muy facil culpar al entorno,(y yo que lo diga, que tambien me tocó parte de la culpa ajena) y aquí entono el "mea culpa" por haber aconsejado a tu madre, que enfrentase y resistiese por vosotras, pero cuando no se aguanta más la situación, dicen que más vale un buen divorcio, que un mal casamiento, naturalmente que la parte más debil, que son los hijos, sufren y son que pagan las ASNEIRAS de los mayores. Que no te doren la pastilla, la tragaste y fué amarga, lo que denota tus buenos sentimientos, porque quien más ama, es quien más sufre. Es tan reconfortante y sencillo reconocer que fallamos, denota voluntad de mejorar, crecer, humanizarnos , madurar y dejar fachadas, que solo conducen a lastimar más a quien nos ama de verdad. Quien no te tuvo, no es digno de tenerte, pobre, no sabe lo que se perdió. Podría poner esto, en portugués, naturalmente con mucho esfuerzo y firmar anónimo, aunque la verdad, me gusta dar la cara, y más en este caso, que soy testigo de primera fila, que digo! de primera fila no, formé parte del elenco de actores del drama, vivíamos bajo el mismo techo, y poco o muy poco se me escapaba. Lo que más siento, es que esto te tocó tan profundamente, que condiciona toda tu vida ( no hay peor ciego que el que no quiere ver) y es una pena, eres la flor de la familia, lo más guapo (exceptuando a mis nietos, naturalmente). Espero que te sirviese de terápia, y cures las viejas heridas. Vive y sé feliz, que lo mereces, adelante valiente, la victória es tuya.


De real a 24 de Maio de 2007 às 10:28


De Pankas a 24 de Maio de 2007 às 11:16
Olá !!

Desculpa a invasão...
Eu costumo dizer que sejamos filhos de quem formos, os nossos pais são os que realmente nos amam, lutam por nós e fazem com que nós tenhamos uma vida razoavelmente boa.

Concordo plenamente contigo quando dizes que consideras o teu avô como teu pai...

A minha afilhada, que é filha de um tio meu considera o meu pai (tio dela) como pai dela... a pequenina tem apenas 3anos e alguns mesitos e já disse algumas vezes que o meu pai é pai dela... Como ela diz: "O me tio é o me pai, sim?! sim?!"

Beijinhos...
Fica bem...

P.S.: Nunca deixes a revolta andar sempre dentro de ti... Manda tudo para fora...


De Cristal a 24 de Maio de 2007 às 11:44
Agora entendo o teu "verde de raiva"
Não é fácil para mim comentar pois como tu bem sabes o meu pai ,sempre foi um pai presente, sofreu e trabalhou muito para nos dar tudo o que temos , mas acima de tudo nos fazer ser quem somos.
Sei que os filhos sofrem com a separação mas por vezes não será o melhor????
Já to disse e volto a dizer, o teu Pai não merece que o chames de pai, pois simplesmente vos abandonou e se não tivesses sido tu, ainda hoje não saberias dele.
cristalinos


De Su a 24 de Maio de 2007 às 11:51
Amiga simplesmente te digo tens toda a razão para te sentires assim.
Só te digo continua com a tua vida,continua a ser a pessoa que és e deixa o resto porque realmente quando precisas-te do teu verdadeiro pai,a onde ele estava?quem se preocupou contigo quando estavas doente?quem te deu miminho quando o imploraste?quem te dava todos os dias os bons dias,e que dia-a-dia te deu forças para cresceres?Pois é...e agora que sentimentos querem que tenhas se nunca se preocuparam contigo.
Cada coisa no seu lugar e segue o que o teu coração sente.
Deixo um beijo especial á tua Mãe que essa sim,foi uma grande Mãe uma grande mulher.

Beijos Amiga e força continua com a tua vida e o resto é paisagem.


De olha_por_mim a 24 de Maio de 2007 às 12:11
Olá amiga!!!!
Tens todo o direito de exprimires o que sentes...se tens que o dizer diz...nunca guardes nada dentro de ti...
As pessoas por vezes têm a mania de se meter nas vidas por tudo e por nada...eu chamo a isso não terem nada que fazer...cada um é filho de quem quer...e acho que sim...foi o teu avô q te criou ele é que te deu todo o amor de pai...
Pai é quem cria...quem dá amor...e não quer dizer que seja necessáriamente o teu pai verdadeiro...
Por isso amiga...não ligues ao que os outros te dizem...o que importa é o que sentes...é quem tens dentro do teu coração...
Beijocas grandes


De Never a 24 de Maio de 2007 às 13:26
Não ligues mulher, toca a tua vida para a frente.
Não me compete comentar o teu texto, unicamente porque é uma decisão pessoal. Respeito-a, porque se assim procedeste certamente foi pelo teu bem.
Como amigo, disponibilizo os dois ombros(sem o cachecol azul). Toma um xiiiiiiiiiiiiii
na tua mind



De Passo a 24 de Maio de 2007 às 13:43
hum ... nem comento nada ... tu é q sabes co te sentes e p mim tens toda a razao do mundo :) ser pai é criar, dar amor e n reproduzir :)


De cintia a 24 de Maio de 2007 às 16:35
Fez-te bem desabafar? Então força, não tens de pedir desculpa a ninguém, não sei o que é viver sem um pai presente, mas para mim um pai é aquele que nos dá amor, que nos ensina valores, que está presente nos bons momentos e nos menos bons e pelo que sei foi o teu avô que lá esteve, então é ele a tua figura paterna.

Beijinhos cintilantes

cintia


De Virginiana a 24 de Maio de 2007 às 20:13
Ó minha amiga, o que é certo ou errado para a tua vida, a tua felicidade és tu que decides, é o que a tua cabeça manda...quem passa pelas coisas é que sabe dar o verdadeiro valor!
Pelos vistos tens um pai só de nome , sim porque um pai é aquele que nos dá amor, carinho, conforto, que está presente sempre que necessário...e tudo isso foi o teu avô que te deu...
É importante desabafarmos, alivia a tensão e este espaço é maravilhoso para isso, não nos conhecemos uns aos outros, mas recebemos sempre tanto carinho, tanto apoio...e é isso que nos faz falta nestas situações...

Minha amiga, deixa falar quem fala, segue o que a tua cabeça diz...
Deixo-te um big beijo e desejos de uma boa noite.

T.Santos




Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Janeiro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31



Search Video Codes
posts recentes

Em busca da paz......

...

Desistir ou não...... eis...

A vida continua....

...

Mudança......

Parabéns Pedro

Feliz 2013

Feliz Natal

Parabéns Claudia


Contador site
online
arquivos

Janeiro 2014

Outubro 2013

Junho 2013

Abril 2013

Fevereiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

mais comentados
57 comentários
54 comentários
53 comentários
51 comentários
51 comentários
51 comentários
51 comentários
49 comentários
tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds